Vivenda Com Música

O PROJETO

OBJETIVO GERAL

Proporcionar a inclusão social de crianças e adolescentes, através de oficinas de música, proporcionando socialização cultural, desenvolvimento pessoal e valorização da autoestima, respeitando seus interesses e aptidões.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Facilitar o acesso de crianças e adolescentes às fontes de conhecimento e desenvolvimento, estimulando o gosto por praticas de musicalização.

Possibilitar a ampliação do universo artístico e cultural, bem como estimular o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar sua formação cidadã.

Oferecer oficinas multidisciplinares compreendendo as modalidades musicais como cordas, sopro, percussão, teclado, canto e coral.

METODOLOGIA

O serviço será assegurado através do controle de frequência dos participantes inscritos, relatórios mensais, reuniões com pais e ou responsáveis.

Os participantes terão as seguintes oficinas:

Oficina de Música;

Oficina de Percussão;

Oficina de Sopro;

Oficina de Cordas;

Oficina de Teclado;

Oficina de Canto e Coral.

Beneficiários diretos:

200 crianças e adolescentes entre 6 anos e 18 anos.

Beneficiários indiretos:

Familiares dos atendidos;

Comunidade local;

Sociedade.

Valor do Projeto: R$ 462.528,00

O PATROCÍNIO

O Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – Condeca, financia e desenvolve projetos de defesa dos direitos da  criança e do adolescente junto aos conselhos municipais, às entidades,  às organizações governamentais e não-governamentais.

Como os projetos são financiados?

O Condeca lança um Edital e recebe propostas de projetos voltados à defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Conselheiros analisam as propostas.

O contribuinte (pessoa física ou jurídica) tem a opção de escolher o projeto que deseja financiar.

A fiscalização administrativa é feita pela Secretaria. Os resultados qualitativos e quantitativos são feitos pelo Condeca, com apoio dos Conselhos Municipais das cidades de origem dos projetos.

De acordo com a Lei Federal nº 8.069, de 13/07/90, os limites de destinação são de 1% para pessoa jurídica (CNPJ) e 6% para pessoa física (CPF) do total do Imposto de Renda Devido.

Pessoa Física:

Quem tem Imposto de Renda Devido pode deduzir desse valor o que  destinar para o Fundo Estadual dos  Direitos da Criança e do Adolescente,  até o limite de 6%, desde que utilize o  Modelo Completo de Declaração do  Imposto de Renda.

Pessoa Jurídica:

1% do Imposto de Renda Devido de empresas tributadas com base no  lucro real pode ser destinado ao Fundo  Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, desde que utilize o  Modelo Completo de Declaração do  Imposto de Renda.

COMO DESTINAR

As destinações devem ser feitas por meio de depósito identificado  com nome, CPF ou CNPJ do  doador, na conta do Fundo  Estadual dos Direitos da Criança e  do Adolescente de São Paulo:

Banco: 001 – Banco do Brasil

Agência: 1897-x

Conta corrente: 8947-8

CNPJ do Fundo: 13.885.657/0001-25

Envie uma cópia do comprovante de depósito ao Condeca (atendimentocondeca@condeca.sp.gov.br) com seus dados (nome, CPF ou CNPJ, endereço e telefone) para ter o recibo da destinação.

Após destinar o valor, é necessário enviar para o CONDECA (atendimentocondeca@condeca.sp.org.br) uma carta (em papel timbrado no caso de empresas) informando que valor é para o Projeto Vivenda com Música da Vivenda da Criança e nos copiar (fabio.comercial@vivendadacrianca.org.br). Segue modelo de texto:

Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente

CONDECA

Ilustríssimo Senhor Presidente do CONDECA

Rua Antônio de Godoi, 122 – 7º andar

01034-000 – Centro São Paulo – SP

atendimentocondeca@condeca.sp.org.br

(Nome / Endereço Completo / CNPJ ou RG, CPF) vem à presença de Vossa Senhoria informar que analisei e avaliei o projeto Vivenda com Música, conforme inscrição do CONDECA, sob n° 063/15, apresentado pela organização – Associação Beneficente Vivenda da Criança e declaro, conforme artigo 11º da Deliberação 01/2014, que firmo a intenção e o compromisso quanto ao direcionamento do projeto supra citado, aprovado por este Egrégio Conselho, no valor de R$ (valor destinado), que será deduzido do Imposto sobre a Renda, de acordo com a Legislação Vigente.

Nestes termos Aguardo.

Assinatura do representante legal (Papel Timbrado em caso de empresas)